Weby shortcut

Defesa de TESE de DOUTORADO - ALINE FRANCIEL DE ANDRADE

DISCENTE: ALINE FRANCIEL DE ANDRADE
DATA: 07/05/2019
HORA: 13:30
LOCAL: AUDITÓRIO DO PPGA

TÍTULO: 

DINÂMICA DE POTÁSSIO NO SISTEMA SOLO-PLANTA  EM CANA-SOCA SOB CONDIÇÕES EDAFOCLIMÁTRICAS DE CERRADO.


PALAVRAS-CHAVES:

Palavras-chave: Saccharum spp, cloreto de potássio, balanço de potássio, taxa de decomposição, Cerrado.


PÁGINAS: 88
GRANDE ÁREA: Ciências Agrárias
ÁREA: Agronomia
SUBÁREA: Ciência do Solo
ESPECIALIDADE: Fertilidade do Solo e Adubação
RESUMO:

 RESUMO

 

ANDRADE, A. F. Dinâmica de potássio no sistema solo-planta em cana-soca sob condições edafoclimáticas de Cerrado. 2018. 83 f. Dissertação (Mestrado em Agronomia: Solo e Água) – Escola de Agronomia, Universidade Federal de Goiás, 2018. 1

 

A cultura da cana-de-açúcar destaca-se como a fonte de energia renovável mais utilizada no Brasil apresentando elevada produtividade e boa adaptação às condições edafoclimáticas brasileiras. Devido à elevada produção de fitomassa, a extração de nutrientes do solo também é alta. Dentre eles, o potássio (K) apresenta funções importantes relacionadas aos processos fisiológicos no tecido vegetal, sendo o nutriente mais extraído pela cultura. Devido aos baixos teores naturais de K em solos tropicais torna-se necessário a sua complementação para atender a demanda da cultura para atingir altas produtividades. Diante disto, o objetivo deste estudo foi avaliar a dinâmica de potássio no sistema solo-planta para o cultivo da primeira soqueira da cana-de-açúcar em função da nutrição potássica sob condições edafoclimáticas do Cerrado Goiano. O experimento foi conduzido na Usina Goiasa, em Bom Jesus de Goiás, GO, durante a safra 2017/18, em um Latossolo Vermelho distrófico de textura argilosa (440 g kg-1 de argila), utilizando a variedade de cana-de-açúcar IAC 91-1099. Os tratamentos foram constituídos por cinco doses de K2O, (0 (controle), 50, 100, 150 e 200 kg ha-1 de K2O), com cinco repetições. Avaliou-se: o balanço hídrico climatológico para área de estudo; o teor de K no solo (até 0,8 m) e na planta (folha e colmo); variáveis biométricas (altura da planta, diâmetro do colmo, número de perfilhos e área foliar), variáveis fisiológicas (fotossíntese, transpiração, condutância estomática, concentração interna de CO2 e índice relativo de clorofila); produção de colmos e qualidade tecnológica dos colmos. Ainda, foram avaliadas as taxas de decomposição e de liberação de K pela palhada de cana-de-açúcar e o balanço de K no sistema solo-planta. Os dados foram submetidos à análise de variância, procedendo-se analise de regressão polinomial para as variáveis significativas. O aumento da dose de fertilizante potássico intensificou a movimentação do íon K+ no solo até a profundidade de 0,80 m com aumento de 55% no teor de K entre o tratamento sem aplicação de K e com aplicação de 200 kg ha-1 de K2O, em avaliação realizada aos 180 dias após a brotação, e acréscimo de 20% ao final do experimento. A palha da cana-de-açúcar contribuiu fornecendo 79,25 kg ha-1 de K no solo, sendo necessário aproximadamente 70 dias para que 50% deste total fossem disponibilizados. Verificou-se uma redução de massa da palhada de cana-de-açúcar de aproximadamente 49,03% ao longo de 300 dias, sendo necessários 345 dias para que metade desse material se decomponha. O balanço de K no sistema solo-planta, para a aplicação anual de 50 e 200 kg ha-1 de K2O, resultou em um saldo de K no solo de 101,85 e 125,33 kg ha-1 ano-1, respectivamente, sendo as doses que mais contribuíram para aumentar as reservas do solo. As doses de K estudadas apesar de não exerceram influência sobre o crescimento da cana-de-açúcar, apresentaram efeito significativo sobre variáveis fisiológicas como transpiração e fotossíntese. O maior aporte de K no solo em função dos tratamentos não resultou em diferença na produtividade de colmos, no entanto, ao se pensar na sustentabilidade do sistema produtivo para a cultura, a dose de 200 kg ha-1 de K2O proporcionou maior incremento das reservas de K no solo, possibilitando, em longo prazo, reduzir as doses recomendadas desse nutriente.


MEMBROS DA BANCA: 
Presidente - 2929461 - RILNER ALVES FLORES
Externo à Instituição - RORIZ LUCIANO MACHADO - IF Goiano
Interno - 1714835 - VIRGINIA DAMIN